domingo, 20 de abril de 2014

Enquanto aqui é Páscoa, no Irã é Dia das Mães!

Sanguessugado do Chá-de-Lima da Pérsia

Igreja de Beit ol-Lahm, Isfahan (Imagem: Iran Chamber Society)

Salam amigos, Eid Pâk mobarek (Feliz Páscoa) e Ruze Madar mobarek (feliz Dia das Mães no Irã)! Enquanto estamos aqui a desembrulhar nossos ovos de Páscoa, lá no outro lado do mundo às mães e esposas também vão ganhar muitas caixinhas de bombons e flores. Porque hoje é celebrado o Dia das Mães no Irã, data que no calendário islâmico corresponde ao aniversário de Hazrat Fatima Zahra (filha do profeta Maomé).

E a Páscoa, onde fica no meio de tudo isso? No Irã, há uma minoria de 1% de cristãos armênios, assírios, católicos e protestantes que comemoram a Ressurreição de Cristo, mas as comemorações também diferem de acordo com os calendários adotados por cada igreja. 

Por isso, quero aproveitar o encontro dessas duas datas para saudar à todas as mães, assim como a nossos amigos e familiares que merecem mais do que uma ou outra data específica para receberem nossos presentes e homenagens.

Aos amigos de todos as crenças meus desejos de paz e união no mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.