terça-feira, 22 de abril de 2014

Carter: invadir outros países é o que os EUA fazem

Via Hora do Povo

Carter: “mundo vê Estados Unidos como a ameaça belicista número 1”

Em entrevista realizada ao site Salon, o ex-presidente norte-americano Jimmy Carter afirmou que “o mundo, quase que por unanimidade, vê os Estados Unidos como o maior belicista”. Para ele seu país “recorre aos conflitos armados quase que em um piscar de olhos, o que frequentemente é desejado não apenas pelos líderes do país, mas também é apoiado pelo povo” em decorrência das campanhas midiáticas.

A entrevista tratava de seu último livro, “A Call to Action” (Um Chamado a Ação), que discute o profundo racismo nos Estados Unidos, os estupros de mulheres nas universidades e no exército, e principalmente a inclinação norte-americana de impor seus supostos interesses utilizando força militar. Para o ex-presidente, a lógica da “excepcionalidade estadunidense” associada ao “dever de levar a sua grande democracia ao mundo” causam grande sofrimento à humanidade.

Durante a entrevista, Carter é questionado sobre trecho do seu livro no qual afirma que “mais do que qualquer nação do mundo, os EUA estiveram envolvidos em conflitos armados e usaram a guerra como meio para resolver suas disputas”, ao que ele responde que “isso é um fato. Menciono 10 ou 15 guerras, mas poderia citar mais de 15”. Sobretudo, ele colocou-se à “guerra dos drones” perpetrada pelos EUA, principalmente no governo Obama, que tratam o assassinato de milhares de pessoas como “danos colaterais”.

Carter disse ainda que seu país “retrocedeu para um grau terrível de punição de nosso povo em vez de trazê-lo de volta à vida. E isso significa que temos 7,5 vezes mais pessoas presas do que quando deixei o governo em 1981”. Acerca das hipócritas afirmações de John Kerry que, indagou em rede nacional de tevê, ‘como em pleno século XXI um país pode invadir outro’, Carter afirmou que invadir outros países é o que os EUA fazem. “Fazemos isso o tempo todo. Isso é Washington, infelizmente.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.