sábado, 20 de outubro de 2012

Terrorismo nazi-sionista: Mais oliveiras palestinas são destruídas

Sanguessugado do Bourdoukan

                          Agricultor palestino mostra oliveiras destruídas por colonos judeus

Mais 140 oliveiras foram aniquiladas na Palestina.

Nada a ver com as 380 arrancadas pela raiz pelo governo de Israel(leia postagem mais abaixo).

Se anteriormente a alegação foi a necessidade de continuar a construção do muro do apartheid ( dentro de terras palestinas, diga-se), agora o vandalismo foi obra dos colonos invasores.

As 380 oliveiras foram arrancadas pela raiz porque os israelenses imaginam que elas podem ser replantadas.

Replantadas onde?

E quem disse que oliveira milenar arrancada pela raiz pode ser replantada?

As 140 foram destruídas por colonos invasores que pretendem construir casas para se amoitar.

O prefeito de Ramalah, Faray AL-Naasaneh disse que de nada adianta reclamar, já que os meliantes têm todo o apoio do governo sionista.

O prefeito acusou também os colonos de terem destruído 70 oliveiras na aldeia de Qaryut igualmente na Cisjordânia.

Detalhe.

Como agora é época de colheita, os colonos saquearam e ficaram com as azeitonas.

Os agricultores palestinos nada puderam fazer, já que os sionistas estavam fortemente armados.

Esclareça-se também que as oliveiras são uma das ultimas fonte de renda que restam aos palestinos para sobreviver...

Um comentário:

  1. Israel é o ensaio para a plutocracia global(Nova Ordem Mundial) de Sion.

    ResponderExcluir

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.