domingo, 31 de julho de 2011

O veneno está na mesa, o Brasil sem Miséria e o Código Florestal

GilsonSampaio
Documentário de Silvio Tendler denuncia o atentado à saúde pública do brasileiro pelo uso desregulamentado de agrotóxicos, a captura da produção de alimentos pelas sementeiras e o consequente aniquilamento da diversidade biológica.
Um Brasil Sem Miséria não pode conviver com um banco oficial, Banco do Brasil, a exigir que os pequenos agricultores se sujeitem ao escravagismo imposto pelas sementeiras, conforme depoimento do camponês Adonai.
Como diz Eduardo Galeano: “… a terra e a gente são muito mais importantes do que os numerinhos da produtividade”.

Você já comeu Metamidofós? Nãããão? Você não sabe o que está perdendo.
Sempre tem um juiz de plantão para os ruralistas
Anvisa bane agrotóxico, mas você tem o direito de comê-lo até 2012 ...

4 comentários:

  1. Muito obrigada pelo esforço de divulgação de coisas tão importantes: Vi hoje o seu blog porque me enviaram um email com a noticia sobre o juiz espanhol e fiquei fã. Continue a divulgar e irei acompanhar as noticias. Apesar de ser de nacionalidade portuguesa sou uma cidadã do mundo e tudo o que divulga aqui tem muito interesse para todos aqueles que como eu se interessam pelo bem estar da humanidade. Por enquanto não tenho críticas, fique apenas com este afago;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônima,
      Sinta-se à vontade para mandar notícias e também criticar.
      Parafraseando Che, se você se indigna diante de uma injustiça, então são somos compenheiros.
      Agradeço eu, a gentileza e o afago.
      Abraços

      Excluir
  2. comemos uma media de 5 kg de veneno por ano... em ITATINGA,SP, tem uma fazenda que colhe soja 4 vezes por ANO... a cada 3 meses eles PULVERIZAM A LAVoura, ela cresce demais, e els colhem ANTES DO TEMPO... a proposito ... quanto tempo demora uma PLANTAÇÃO DE SOJA, normal ? nelson 9521-0404 - obrigado !

    ResponderExcluir
  3. http://maurogaiver.blogspot.com.br/2009/08/usinas-nucleares-esse-perigo-e-iminente.html

    ResponderExcluir

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.