domingo, 24 de julho de 2011

A BAND MENTE COMO A GLOBO – SÓ É MAIS BARATA

Laerte Braga

É possível “comprar verdades” na REDE BANDEIRANTES, como se faz com a GLOBO, a RECORDE ou qualquer outra rede de tevê no Brasil. Ou a jornais, revistas e rádios de grupos privados. Grupos privados de comunicação servem a interesses de bancos, grandes corporações empresariais, latifúndios e vendem a ideologia do neoliberalismo. Mentem a soldo dessa gente. Fazem parte do esquema Murdoch e algumas são sócias.

O JORNAL DA BAND, edição de sexta-feira noticiou que grupos islâmicos seriam os responsáveis pelos atentados na Noruega. Há pelo menos três horas antes qualquer empresa de comunicação, em qualquer lugar do mundo, no mínimo eficiente, no duro mesmo sem seriedade alguma, caso da BAND, sabia que um cidadão norueguês havia sido detido pelo polícia como responsável pelo atentado numa ilha onde estavam jovens trabalhistas.

A BAND insistiu em grupos islâmicos sabendo que mentia. A mentira é deliberada, faz parte do processo de induzir o telespectador a acreditar numa verdade que não existe, mas para a qual são pagos, falo dos comprados, a BAND.

Hoje já se sabe que os jovens trabalhistas assassinados estavam reunidos num seminário e haviam aprovado um boicote a Israel, grande acionista do Brasil (um país que já começa a ficar sem dono, ou com outros donos melhor dizendo).

Como se sabe que o atirador detido é norueguês e cristão fundamentalista. O pessoal de Edir Macedo segue a mesma linha com outra definição. Edir até agora pelo menos não matou ninguém, só mete a mão no bolso da manada. O norueguês vai e mata quase uma centena. Como aquele judeu ortodoxo que matou Itzak Rabin por ter assinado a paz com os palestinos e reconhecido o Estado Palestino.

A BAND, em seguida, na mesma edição, pega o general Augusto Heleno, nascido no Brasil, mas servindo aos EUA e vai a RAPOSA RESERVA DO SOL mostrar que os índios da reserva estão vivendo em condições “miseráveis”. Os índios desmentem, mostram o contrário, a BAND não mostra, claro a conta bancária da turma aumentou e muito. O general Heleno é notório traidor. A única coisa que falou foi sobre “área produtiva”. Quer as terras para o latifúndio e o transgênico nosso de cada dia, regado a agrotóxico.

O xis da questão é impressionar a manada (a da BAND é pequena) e dar a impressão que “a” é “b” e em seguida emitir a fatura. Joelmir Betting é só uma cópia masculina de Miriam Leitão, nada além disso.

Em http://www.cimi.org.br/?system=news&action=read&id=5687&eid=357

está a nota CONSELHO INDÍGENA MISSIONÁRIO colocando os fatos como de fato são e desmentindo os mentirosos da REDE BANDEIRANTES.

Fica a sensação que na avidez da mentira, da desinformação, prevalece o lema “um dia ainda viro GLOBO”, aí o faturamento aumenta.

Demonizar muçulmanos é uma palavra de ordem constante na mídia privada. Tem já uma rubrica nos pagamentos para isso, é permanente. Explodiu um buscapé? Coisa de muçulmano.

A imensa e esmagadora maioria do estado terrorista e usurpador (ocupa a força terras palestinas, foi inventado pelas grandes potências) de Israel apóia o genocídio contra palestinos, acredita piamente que são superiores e agora contam com apoio dos cristãos fundamentalistas, como na Noruega.

Tudo bom as bênçãos do líder nazista Bento VXI e a inspiração do beato João Paulo II.

No caso específico do Brasil, um desses vários vacilos do governo Lula e um acordo de livre comércio com Israel abriu as portas para que o Estado nazi/sionista comece a ocupar o País em setores estratégicos e logo logo toma posse.

Israel é hoje quem detém o controle acionário de EUA/ISRAEL TERRORISMO S/A. Deixou de ser o segundo majoritário acionista, passou a ser o primeiro. Impõe medo e terror em todo o mundo.

Por aqui também as polícias militares – organizações terroristas principalmente contra professores, trabalhadores de um modo geral – são financiadas e treinadas por agentes norte-americanos e israelenses.

O tráfico de drogas? Isso é bobagem, os grandes cartéis proporcionam grandes lucros aos bancos em todo o mundo, movimentam bilhões de dólares por ano e gerente estende tapete vermelho para qualquer Beira-mar da vida. Os grande bancos são de judeus/sionistas, logo de criminosos contra a humanidade.

O que se percebe é que determinadas matérias de interesse do latifúndio, dos donos, são veiculadas por redes como a BANDEIRANTES, por uma espécie de contenção de gastos. A turma lá é mais barata e um extra por conta de matérias criminalizando muçulmanos, ou mentindo com um general traidor sobre RAPOSA RESERVA DO SOL, acaba permitindo uma noite num inferninho de melhor qualidade.

Ao invés de pastel de vento, um de carne, outro de palmito e um dia chegam ao caviar.

A Noruega, como qualquer país da Europa Ocidental, da chamada Comunidade Européia vive um processo de nazificação e isso está óbvio nas declarações do governador geral da Micro-Bretanha, David Cameron, que decretou o fim do multiculturalismo.

Os jovens que estavam na ilha e foram assassinados covardemente por um cristão fundamentalista estavam, exatamente, defendendo o multiculturalismo.

A BANDEIRANTES sabia disso muito antes da edição do telejornal de sexta. O importante, no entanto, é a mentira.

Ressuscitar o general Augusto Calabar Heleno deve ter valido uma boa nota do latifúndio. Via de regra vem em forma de anúncios para não dar muito na pinta.

É possível até que tenha a ver com projeto do ministro da Defesa Nelson Jobim de entregar 30 quilômetros de fronteiras para operação conjunto de traficantes que governam a Colômbia com militares brasileiros. Breve, consultores norte-americanos.

Dizem, não sei, dizem, que o Brasil é governado por Dilma Roussef e que a presidente é brava.

Tenho minhas dúvidas. O governo exibe um nível de entreguismo semelhante ao de FHC.

A propósito, contam que um norte-americano que estava no Brasil quando a princesa Izabel assinou a Lei Áurea pegou um pouco de terra de nosso (nosso?) País e disse que iria levar ao seu país (seu? Agora é de Israel) para mostrar que o que aqui se fez com paz, lá se fez com sangue (mentira histórica).

Não é bem assim. Vejamos o caso da Grécia. Lá impuseram um pacote goela abaixo dos gregos que resistem nas ruas. Aqui tentaram primeiro com um tresloucado, Collor de Mello e conseguiram com um canalha lato senso, Fernando Henrique. É só pegar o governo do tucano e comparar com o pacote imposto à Grécia.

Disso também a BANDEIRANTES não fala nada.

Está no bolso dos caras, como qualquer GLOBO da vida, só que com a vantagem de ser bem mais barata que a concorrente.

Vem aí Haroldo Lima, dizem que comunista, mas da empresa PC do B, defender a presença de companhias estrangeiras no pré-sal. Os caras são artistas. E ainda controlam a UNE, antiga União Nacional de Estudantes, transformada num grande conglomerado de grandes “negócios”, tipo código florestal de Aldo Rebelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.