quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Para o Serra, Instituto Millenium, ANJ e PIG

Via Prensa Latina

Outro jornalista assassinado em Honduras

Escrito por Bianka de Jesus

Imagen activa

25 de agosto de 2010, 10:48Tegucigalpa, 25 ago (Prensa Latina) Com a morte de Israel Zelaya, somam 10 os jornalistas assassinados em Honduras durante 2010, informaram hoje as autoridades.
O corpo do repórter foi encontrado ontem à noite com três disparos na cabeça, em uma plantação de canas nas proximidades de Villanueva, 200 quilômetros ao norte desta capital, informou o porta-voz do Ministério de Segurança, Leonel Sauceda.
De acordo com o servidor público, Zelaya foi sequestrado e levado em um táxi à área, onde o assassinaram.
O comentarista de 62 anos trabalhava para Rádio Internacional de San Pedro Sula, no Caribe, e três meses antes denunciou que um grupo de desconhecidos incendiou sua casa.
Com este caso eleva-se a 10 a cifra de crimes contra trabalhadores da imprensa, um dos setores mais afetados pela repressão no país depois do golpe de Estado de 2009.
Mais de 300 agressões denunciaram-se contra os jornalistas informa-se desde assassinatos, abusos, intimidação, censura e até fechamento de meios.
Só no primeiro semestre de 2010 perderam a vida de maneira violenta nove jornalistas, enquanto outros saíram do país depois de receber ameaças.
Não obstante, só dois homens estão no cárcere por supostos vínculos com os crimes.
As vítimas são Joseph Ochoa, do canal 51; David Meza, de Rádio O Pátio; José Bayardo Mairena e Víctor Manuel Juárez, de Rádio Súper 10 e Nahum Palácios, da Televisão do Aguán.
Também foram assassinados Luis Chévez, da emissora W105; Georgino Orellana, de um canal de San Pedro Sula e Nicolás Asfura, radiojornalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.