terça-feira, 31 de agosto de 2010

Mundo árabe nas telas de cinema

Via Diario Liberdade


010910_cinema Ciranda - O ICArabe (Instituto da Cultura Árabe), em parceria com o Sesc-SP (Serviço Social do Comércio), Prefeitura Municipal de São Paulo e Casa Árabe de Espanha, realiza na Capital paulista, entre 3 e 29 de setembro, a 5ª Mostra Mundo Árabe de Cinema. Nesta edição, serão apresentados 14 filmes, sendo cinco documentários, sobre assuntos relacionados ao mundo árabe em geral, a maioria inédita no Brasil. Entretanto haverá temas centrais como a imigração e o exílio forçado, questões de gênero, conflitos entre tradição e modernidade, além de crônicas sociais. As exibições ocorrerão em algumas das principais salas da cidade: CineSesc (2 a 12/9), Centro Cultural São Paulo (14 a 19/9), Galeria Olido (14 a 23/9), Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (15 a 29/9), Cinemulher (10 e 11/9), Esporte Clube Sírio (18 e 26/9) e Clube Atlético Monte Líbano (3 a 7/9). A abertura do festival está marcada para 2 de setembro, às 20h30, no CineSesc, quando haverá a exibição do filme "Porta da Web", de Merzak Allouache.

A iniciativa, que conta com o apoio cultural de diversas instituições, inclui produções premiadas de diretores renomados, como o argelino Merzak Allouache, uma das principais vozes do cinema magrebino contemporâneo, e o egípcio Yousri Nasrallah, herdeiro de Youssef Chahine – um dos grandes nomes da filmografia árabe. Há ainda trabalhos reconhecidos mundialmente e premiados feitos por mulheres. Vale destacar os documentários "Ponto de encontro", da brasileira Júlia Bacha em parceria com a estadunidense Roni Avni, e "Câmeras abertas", da norte-americana filha de pais iraquianos Maysoon Pachachi, além o filme "Dunia (beije-me, mas não nos olhos)", da franco-libanesa Jocelyn Saab.

Além dos realizadores já citados, a 5ª Mostra Mundo Árabe de Cinema conta com o apoio do Consulado Geral da França em São Paulo, Embaixada da Espanha no Brasil, Centro Cultural da Espanha – SP, Cinemateca da Embaixada da França, Centro Cultural São Paulo, Galeria Olido, Centro Cultural da Juventude, Cinemulher, Esporte Clube Sírio e Clube Atlético Monte Líbano.

Encontros e debates

Durante a mostra, ocorrerá ainda um encontro, no dia 8 de setembro, às 19h30, no CineSesc, com os também brasileiros Otávio Cury, Stela Grisotti e Paschoal Samora, que discorrerão sobre o tema "Filmando no Oriente Médio". Os dois últimos falarão sobre a experiência de filmar na fronteira entre a Jordânia e o Iraque. Ambos são autores do documentário "A chave da casa", uma das atrações desta edição – que retrata as últimas 48h de um grupo de palestinos no campo de refugiados de Ruweished, na Jordânia, antes de virem para o Brasil, assim como seus primeiros nove meses de adaptação neste país. Já Cury comentará sobre a produção de "Constantino", no qual o diretor conta a descoberta da obra do seu bisavô, Daud Constantino Cury, poeta e um dos primeiros dramaturgos sírios. O documentário está sendo realizado na Síria e no Líbano com o apoio do ICArabe. A atividade ocorre após a exibição do filme "A chave da casa", marcada para às 21h30.

No Cinemulher, após a exibição do filme Dunia, (Beije-me, mas não em meus olhos), no dia 11 de setembro, também haverá um debate com Soraya Smaili, diretora Cultural e Científica do ICArabe, e Daniela Auad, professora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e especialista em educação e relações de gênero. A atividade terá o objetivo de discutir a questão feminina no mundo árabe. Veja abaixo a programação completa da mostra, também acessível pelo site http://mundoarabe2010.icarabe.org/

Abertura da 5ª Mostra Mundo Árabe de Cinema 2 de setembro - 20h30 CineSesc - Rua Augusta, 2.075 - Cerqueira César. Tel. 11 3087 0500. www.sescsp.org.br Exibição do filme "Porta da Web", de Merzak Allouache.

Sinopses

1) HARRAGAS (Harragas, 2009, França/Argélia, cor, 102', DigiBeta) Direção: Merzak Allouache Gênero: ficção Elenco: Lamia Boussekine, Nabil Asli, Samir El Hakim, Seddik Benyagoub Um drama de cores fortes que ocorre no norte da Argélia, na cidade portuária de Mostaganem. O título é uma referência ao grande número de refugiados, chamados de "Harragas", em português "Queimadores", por incendiarem seus documentos de identidade para não terem sua origem revelada. Eles tentam sair do seu país de qualquer maneira para tentar uma vida na Europa.

2) SHERAZADE, CONTE-ME UMA HISTÓRIA (Sherazade, conte-me uma história tell me a story, 2009, Egito, cor, 135', 35 mm) Direção: Yousry Nasrallah Gênero: ficção Elenco: Mona Zaki, Mahmoud Hemida, Hassan El Raddad, Nahed El Sebaï Hebba é uma apresentadora de TV que ancora um programa bem sucedido de discussão política. Karim, seu marido, é editor-chefe de um jornal de propriedade do governo. O filme revela as tensões e conflitos entre Hebba, com seus ideais, e Karim, com sua ambição pelo poder.

3) PORTA DA WEB (Bab el web, 2008, França/Argélia, cor, 99', 35mm) Direção: Merzak Allouache Gênero: ficção Elenco: Samy Naceri, Faudel, Julie Gayet, Hacène Benzerari Kamel e seu irmão Bouzid vivem em Porta da Web, um bairro de trabalhadores na Argélia. Kamel é um tipo desiludido e recluso. Bouzid é mais jovial e um fanático pela internet e passa todo o seu tempo em um "cybercafé" trocando e-mails com garotas do mundo inteiro e convidando-as para visitarem a Argélia. Um dia, Laurence, uma correspondente francesa aceita o seu convite.

4) AMÉRICA (Amreeka, 2009, EUA/Canadá, cor, 96', DigiBeta) Direção: Cherien Dabis Gênero: ficção Elenco: Nisreen Faour, Melkar Muallem, Hiam Abbass, Alia Shawkat Muna, uma mãe divorciada, vive na Cisjordânia com Fadi, seu filho adolescente. Sonhando com um futuro melhor, se muda para Illinois, nos Estados Unidos, onde vive sua irmã. Ao chegar, enquanto seu filho inicia o colégio, tenta se adaptar trabalhando numa lanchonete de comidas fastfood.

5) DUAS SENHORAS (Dans la Vie, 2007, França, cor, 73', 35 mm) Direção: Philippe Faucon Gênero: ficção Elenco: Houria Belhadji, Sabrina Ben Abdallah, Mohamed Chabane-Chaouche, Ariane Jacquot Esther é judia e, já idosa, necessita de cuidados constantes de enfermeiras. Mas, o seu temperamento mal-humorado afugenta todas. Seu filho, Elie, não sabe mais o que fazer até que, por sugestão de Selima, a enfermeira diurna, contrata sua mãe Halima, que é muçulmana. Contra todas as probabilidades, as duas mulheres constroem uma forte e íntima amizade.

6) CAPITÃO DA ESPERANÇA (Captain Abu Raed, 2007, Jordânia, cor, 102', DigiBeta) Direção: Amin Matalqa Gênero: ficção Elenco: Nadim Sawalha, Rana Sultan, Hussein Al-Sous, Udey Al-Qiddissi Abu Raed é um solitário porteiro do aeroporto internacional de Amã. Nunca conseguiu realizar seu sonho de conhecer o mundo. Um dia, em seu trabalho, encontra um quepe de capitão jogado no lixo. Talvez por isso, passa a ser seguido por um garoto da vizinhança. Na manhã seguinte, ele acorda com um grupo de garotos em sua porta, acreditando que ele é piloto de uma companhia aérea. Iniciam uma amizade. Feliz por ter companhia e atenção, leva as crianças para os lugares de suas histórias fictícias, inspirando-os a acreditar em seus próprios desejos.

7) CÂMERAS ABERTAS (Open Shutters Iraq, 2009, Síria/Reino Unido, cor, 103', DigiBeta) Direção: Maysoon Pachachi Gênero: documentário Um grupo de mulheres de cinco cidades do Iraque viajam a Damasco para participar de um projeto sobre fotografia chamado "Open Shutters Iraque". Por um mês, vivem e trabalham juntas em um bairro tradicional na velha cidade. Aprendem o básico sobre o processo de fotografar, dividem suas histórias de infância, as dificuldades, os amores, as traições, nascimentos e mortes, guerras, violências e os atos dos dias de resistência. Ao final, elas compartilham os desafios de suas vidas que formam o tecido social no Iraque atual.

8) A CHAVE DA CASA (2009, Brasil, cor, 124', BetaSP) Direção: Pachoal Samora e Stela Grisotti Gênero: documentário O filme acompanha as últimas 48 horas de um grupo de palestinos no campo de refugiados de Al-Rweished, na fronteira entre a Jordânia e o Iraque, antes de partir para o Brasil, e retrata nove meses depois o início da adaptação no novo país. São crianças, idosos, mulheres e homens que foram obrigados a fugir do Iraque após a invasão comandada pelos EUA, em 2003.

9) PONTO DE ENCONTRO (Encounter point, 2006, EUA, cor, 85', BetaSP) Direção: Julia Bach e Roni Avni Gênero: documentário Ponto de Encontro é uma co-produção entre palestinos, israelenses, norte-americanos e sul-americanos que atravessam os estereótipos e os dogmas para contar histórias dos que vivem na Palestina ocupada e em Israel.

10) A CATÁSTROFE - PARTE I e II (Al Nakba, the Catastrophe, 2007, Catar, cor, 240', BetaSP e DigiBeta) Direção: Rawan Damen Gênero: documentário Al Nakba é um filme em série que mostra como ocorreu a chamada Catástrofe Palestina. A história começa no ano 1799 e segue até os dias atuais. Para isso, utiliza um raro material, composto por documentos oficiais liberados após 50 anos de sigilo. Há ainda depoimentos de vários historiadores proeminentes e testemunhas que contam suas histórias.

11) FLOTILHA DA PAZ (Gaza We are Coming, 2010, Grécia, cor, 48', BetaSP) Direção: Yorgos Avgeropoulos e Giannis Karypidis Gênero: documentário Em agosto de 2008, dois pequenos barcos gregos de pescaria conseguiram furar um cerco naval imposto à região de Gaza pelo estado de Israel. O filme mostra a primeira de uma série de viagens, que reuniu 44 ativistas de todo o mundo. Juntos, conseguem quebrar o embargo, provando que a histórias é feita por aqueles que sonham e têm coragem de fazer o que parece irreal.

12) O ÚLTIMO REDUTO (Dernier Maquis, 2008, França/Argélia, cor, 93', 35mm) Direção: Rabah Ameur-Zaïmeche Gênero: ficção Elenco: Salim Ameur-Zaïmeche, Abel Jafri, Sylvain Roume, Christian Milia-Darmezin Em um parque industrial decadente nos arredores de Paris, Mao possui uma empresa de reparo de paletes e caminhões e um estacionamento de cargueiros. Assim como ele, seus funcionários são imigrantes muçulmanos. Para que mantenham o ritmo extenuante de trabalho sem reclamações, Mao constrói uma mesquita nas redondezas, sublinhando a relação entre trabalho e religião. Mas quando Mao aponta o líder espiritual da mesquita sem consultar seus funcionários, eles ameaçam pôr um fim à exploração exercida pelo dono.

13) OS ENCANTOS DE PALOMA (Délice Paloma, 2007, França/Argélia, cor, 134', 35mm) Direção: Nadir Mokneche Gênero: ficção Elenco: Biyouna, Nadia Kaci, Fadila Ouabdesselam, Daniel Lundh, Aylin Prandi, Lyes Salem, Hafsa Zinai Koudil, Ahmed Benaïssa, Nawel Zmit, Lu Xiuliang, Nadir Mokneche. Madame Aldjeria vive na Argélia e atua como uma "negociante" em todos os aspectos. Promove casamentos, divórcios, vendas e compras de todos os tipos. O seu sonho é comprar as Termas de Caracalla, desativadas, em leilão pelo sistema de privatizações do governo. Em meio a isso, conhece Paloma, uma moça encantadora e que de muitas formas influenciará o futuro de Aldjeria e das termas.

14) DUNIA (Beije-me, mas não em meus olhos) (Dunia - Kiss me not on the eyes, 2006, Libano/Egito/França, cor, 108', DigiBeta) Direção: Jocelyn Saab Gênero: ficção Elenco: Hanan Turk, Mohamed Mounir, Fathy Abdel Wahab. A jovem estudante de Belas Artes Dunia sonha em ser uma bailarina profissional e poeta. Sua expressão artística é inibida, no entanto, por sua inabilidade em experienciar e expressar o desejo. Dunia acredita que uma mulher não pode mover o seu corpo de maneira sensual e é frequentemente estimulada a pensar e falar sobre isso pelo professor Dr. Beshir. O enredo do filme leva a uma viagem por uma sociedade cheia de contradições sobre a sexualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.